pancs 1

Plantas alimentícias não convencionais

Você já ouviu falar sobre as PANCs? A tradução, ao é pé da letra significa: plantas alimentícias não convencionais. E elas são, desde 2017, a mais nova aposta para os especialistas em saúde.

Termo cunhado pelo botânico fluminense, Valdely Kinupp, surgiu de seu amor pelas plantas, pela família de pais agricultores e pela curiosidade de sempre se arriscar comer coisas diferentes.

O Brasil é o país mais rico em plantas no mundo e a maioria delas sãos desperdiçadas. Cada região e bioma têm suas PANCs e o uso, apesar de ainda pouco explorado por aqui, é altamente recomendado.

Fonte: Guia Prático de Plantas Não Alimentícias

Os benefícios são a variação de cardápios diários, o aumento da carga nutricional (vitaminas e nutrientes) e também da imunidade, já que muitas plantas alimentícias não convencionais possuem efeitos medicinais como anti-inflamatórias e antibacterianas. Sendo apontada até mesmo por alguns especialistas como mais nutritivas do que as plantas normalmente utilizadas.

Alguns exemplos são: almeirão selvagem, Ora-pro-nobis (planta que possuí 25% de proteínas), beldroega (flores, caule e folhas), capuchinha (flores e folhas), peixinho/peixinho frito (ao ser empanada fica parecendo um peixe frito, por isso o nome), taioba e muitas outras.

A dúvida que sempre fica é: Tem gosto ruim? As PANCs são amargas? Segundo especialistas e apreciadores, isso é um mito que precisa ser quebrado. De falto algumas plantas como serralha, pincel-de-estudante, alface-do-mato, alface silvestre, radite e crepe-do-japão são amargas, mas a grande maioria das hortaliças não são, pelo contrário, são saborosas e versáteis na cozinha.

Se interessou? Aqui no Bee.O você encontra algumas PANCs, são elas: vaso de peixinho, mil folhas, e flores de capuchinha.



Não existem comentários

Envia o seu